Meu Pequeno Grande Eva


Houve um momento na carreira da banda que alguém nos disse que era melhor ter um segurança na equipe pois às vezes nos shows que fazemos por aí isso não é lá muito organizado. Foi então que apareceu o Evaristo, indicado por muita gente como a melhor pessoa pra cuidar do Pato Fu. “Ele combina com vocês”. Acho que no fim acabamos sempre trabalhando com aqueles que combinam mais com a gente porque a vida na estrada em turnês é feita de uma convivência muito estreita.

Evaristo chegou sério, enorme, óculos escuros. Quem o via de longe temia ter que passar por ele. Mas foi num dos primeiros dias de convívio que descobrimos que ele tinha uma das risadas mais engraçadas do mundo. Do tipo que contagiava o ambiente. Ouvimos uns guinchos fininhos lá na parte da frente do ônibus que era onde ele gostava de viajar. “Evaristo? Você tá passando mal?”. Tava nada, tava é morrendo de rir de uma piada. Ele era assim mesmo. Perdia o freio. Andava sempre ouvindo música com seus fones de ouvido. Adorava cantar num pseudo-inglês-embromation. Em algumas passagens de som, se o tempo estava sobrando, ele ia pro meio do palco dar um tostão de sua voz, com poses perfeitas de crooner. Um dia vimos o Eva – apelido carinhoso incompreensível pra quem ouvia de fora – dançar. Ele dançava soul, funk, black music como ninguém. Com certeza seria da turma de Tony Tornado, Nelson Triunfo, James Brown e The Jackson Five se morasse em alguma daquelas vizinhanças… Havia um momento do show que não resistíamos e chamávamos o Eva pra dançar. Era um espetáculo. A plateia não acreditava. E ele saía aclamado do palco. “Êêêvaristo, Êêêvaristo, Êêêvaristo eu estou aqui!”. Era o grito de guerra que a gente puxava com o público numa paródia da música de Roberto e Erasmo.



Depois de um show há mais de dez anos, quando eu era jovem e bebi um pouco além da conta, ele não teve dúvidas: chegando ao hotel no interior de Minas, sem elevador, me carregou nos braços e me levou por três andares sem qualquer esforço aparente. No outro dia prometi a ele que nunca mais teria que fazer isso de novo. E nunca mais precisou.

Foto: Vitor Takai

Eva era muito elegante. Tanto que no início só trabalhava de paletó e gravata. Finíssimo. Eu cheguei a lhe dar de presente umas gravatas mais divertidas pra quebrar a sobriedade. Até que ele ficou mais desencanado e passou a usar as camisetas pólo da nossa produção. Mas sempre com calça social, cinto e sapato lustrado. Vaidoso, tinha as unhas feitas no capricho, cabelo bem cortado e usava belos relógios de pulso.

Foto: Ricardo Koctus

Quem conhecia bem o Eva sabia que o semblante sério se desmanchava num grande sorriso de menino a qualquer “bom dia”. O outro apelido dele era BO – bê ó. Dependendo da turma era chamado de um ou de outro. Ou dos dois ao mesmo tempo. Como ele sofria acompanhando os jogos do seu Atlético à distância… Nas viagens ele aproveitava as paradas e ligava pra algum amigo tentando saber dos resultados da rodada. Por um tempo ele também cuidou das Pomponetes do Galo. A gente via nos programas de esporte ele ali, atrás do gol. Às vezes em momentos de lances perigosos levava as mãos à cabeça, desesperado. “Olha o BO!”, sabíamos de longe que era ele.

Uma vez durante um voo, vimos o Eva passar um bilhete pra comissária de bordo. Ela o pegou toda sorridente e abriu pra ler. Todos ficamos curiosos pra ver a expressão dela. No lugar de algum galanteio que possivelmente ela mesma esperava, Eva escreveu: “me dá mais um lanchinho?”. E ganhou!


Faz uns três anos que ele não trabalhava mais com a gente, eu dizia brincando que Eva tinha fugido com o Victor & Leo. Teve uma oportunidade muito boa e mudou-se pra Uberlândia com a família. Na verdade, acho que a gente não precisava mais de um segurança há um bom tempo, mas o Evaristo tinha se tornado bem mais que isso. Ele ajudava todo mundo em qualquer que fosse a necessidade. Querido demais.

Nosso grande menino Evaristo nos deixou semana passada. Todos os fãs que o conheceram nos escreveram tristes. Acho que nem mesmo ele imaginava o tamanho do seu próprio fã-clube. Estive com a família e amigos no momento de despedida desse homem tão digno, carinhoso e competente. Não me esqueço a noite, numa paragem distante em que uma autoridade local, anunciadamente armada, quis subir ao palco com toda a sua família, pra “ver o show mais de perto”. Eva de peito aberto, segurando apenas uma lanterna, falou firme e com educação: “só depois que me matar”. O homem deu meia-volta e rugiu: “esse é cabra-macho mesmo, vambora!”.

João Evaristo Cunha se foi, prestes a completar 50 anos. A gente fica aqui sem respostas e com saudade. Mas os Céus ganharam o melhor anjo da guarda de todos os tempos.

Texto publicado em 18.01.2011 em minha coluna nos jornais Estado de Minas e Correio Braziliense

44 thoughts on “Meu Pequeno Grande Eva

  1. Pois é Fernanda, fica a saudade de vcs que conviveram com ele e pra nós, aqui do outro lado da rede, fica a história de carinho e cuidado, e mais uma estrelinha no céu, rindo dançando e com certeza, ainda cuidando de vocês.
    Beijinho
    Josi

  2. Perder alguém que amamos sempre é difícil demais… algo complicado de se aceitar… Mas aceitamos com o tempo.

    Ficam as melhores lembranças, e por quê não dizer também as ruins, de tantos momentos compartilhados.

    A nossa esperança é de que um dia, de algum modo, todos nos encontramos novamente e matamos a saudade…

    Que Deus o acolha tão bem quanto ele soube acolher e cuidar com tanto carinho de vocês ao longo desses anos.

    Linda a homenagem, Takai..

    Beijos.

  3. Que lindo gesto de gratidão e amor. Muito emocionada com suas palavras que vieram tão poeticamente acompanhadas das imagens. Não tenho dúvida do quanto ele era especial. O sorriso já diz tudo. Obrigada pelas gentis palavras.

  4. COMO ASSIM???
    Fiquei surpreso com a notícia. O Evaristo era tão ativo, tão alegre, tão… tão… vivo!
    Lembro da alegria dele no palco em Piracicaba dançando Uh Uh Uh Lah Lah Lah Ye Ye!
    É de se espantar que uma pessoa tão cheia de viva nos deixe com menos de 50 anos!
    De qualquer forma, Fernanda, bela e justa homenagem.
    Que o criador o receba com o mesmo carinho que ele cuidava de vocês.

  5. Mesmo longe eu e victoria elogiávamos demais Evaristo, pelo carinho com que cuidava de todos vocês. Ficamos bastante triste com a notícia e conforta saber que os bons sobem mais cedo para junto do SENHOR, pois a missão na terra foi concluída. Aqui podemos dizer são anos de provações e resistência na esperança de alcançarmos a pureza de nosso espírito. Fica a saudade que logo irá se tornar numa lembrança maravilhosa gravada em nosso coração.

  6. Acho sempre o seu modo de homenagear especial. Sempre com muita sutileza e riqueza na observação de detalhes. Isso indica sua sinceridade.

  7. De tudo ficam a saudade e as coisas boas e bonitas vividas. É dificil entender por que pessoas boas se vão,mas isso é algo que nossa mente limitada nunca irá entender.
    De qualquer forma,linda homenagem, ele está sorrindo pra nós agora.

  8. O mundo está um pouco menos seguro e simpático… 😥 “Evaristo, Evaristo… Evaristo eu estou aqui!” Cadê aquela foto q tirei com ele???!?
    Mas foi épico: Evaristo, o segurança do Pato Fu ficou surpreso ao ver que fãs da banda queriam tirar foto com ele! Sujeito gente boa demais!

  9. Texto bacana… O Evaristo era realmente um cara bacana… Tratava os fãs com muita atenção e sempre organizava aquela bagunça de gente doida pra entrar no camarim… Belíssima homenagem… =)

  10. Não conheci o Evaristo na intimidade, mas o pouco de contato que tive com ele durante o seu trabalho, sempre foi muito educado, amigo das pessoas, amigo de todos os fãs do Pato Fu.

    Belo texto, Fernanda!

  11. Coitado, nem conhecia o Bo mas so de ver os elogios a gente ve que era uma otima pessoa!!Espero que esteje aproveitando muito as ferias!!
    Beijos,
    Andrea

  12. Vai ficar a saudade, mas com certeza ele estará olhando por vocês lá de cima.
    Ele deve ter ficado muito feliz tanto com o seu texto quanto com o do John.

    Beijinhos.

  13. O Evaristo era o melhor segurança do mundo!!! sempre deixava a gente ficar uns minutinhos a mais no camarim…grande perda! 😦
    Vai em paz querido!

  14. Eva era uma daquelas pessoas fantásticas q vc simpatiza logo de cara. Um cara queridíssimo que tinha sim um fã clube especial. Andréa-Cwb

  15. Puxa!
    É sempre muito triste quando alguém que amamos muito nos deixa.
    Lamento muito.
    Que o Senhor console a todos, principalmente a família dele.
    Foi muito linda e justa essa homenagem.
    Um abraço e muito amor pra vcs.

  16. Nem conseguia acreditar qdo soube dessa notícia,fiquei muito triste. É uma pena pensar que ele não será mais a primeira pessoa que iremos ver no show do pato fu e ficar convesando muito com ele, mas ele sempre estará em nossa memória e coração!!!
    Grande abraço.

  17. Eu acho muito legal a forma como você fala de quem já se foi. Você relembra com carinho e sernidade os motivos pelos quais a pessoa merece a homenagem. É muito melhor do que apenas um lamento.

    Fernanda, meus pêsames sinceros pela perda de seu amigo. Fé e força para vocês do PF e a família dele.

    Abraços.

  18. Fernanda,amigos,e fãs,eu como membro da familha agradeço de coração pelo carinho,pela atenção que vcs tinham e tem com meu tio,saiba que ele estará sempre orando por todos que sempre lhe quiz o bem,obrigado pelas palavras de carinho e que Deus nos de forças e lembranças boas dele que era tão alegre,brincalhão,e serio quando tinha que ser.Obrigado…

  19. Fernanda, estou do outro lado do brasil (Espanha) converso sempre com as irmas do Joao grandao era sempre assim que a gente o chamava.E sabia que quando o conheci ele alem de trabalhar de segurança era goleiro de futebol? Acredito que onde ele estiver aquele bom humor dele vai estar sempre! Um beijo ao nosso amigo joao grandao.

  20. saudades do meu amigo joao trabalhamos juntos em varios eventos eramos colegas de infancia la do bairro eldorado moravamos na mesma rua dos jatobas foi triste ao saber desta noticia a poucos dias, a homenagem foi linda e com serteza veio do coracao fiquem com deus e muita luz no caminho de vcs (agora mais luz aida com ele la de cima obsevando vcs).

  21. Oi Fernanda,
    continuando meu giro pelo seu cantinho, não poderia deixar de comentar a respeito de sua perda. Acho que a singela homenagem deve ter sido muito bem recebida pelos familiares dele, e pelo jeito carinhoso que vc escreveu, parece que o Eva era uma pessoa muito iluminada e simpático com todos, isso vem confirmar o que minha mãe dizia: “Deus quer o bons”.
    Beijos
    Lola BH

  22. Nossa,nem sei o que falar…
    Conheci o Evaristo, na época do Fu Fan Club, que viajamos atrás do Pato Fu aos arredores de Divinopolis, e ele que varias e varias vezes dava um jeitinho de deixar passar pra tirar uma foto com vcs ou até mesmo chamava o Vitor pra resolver…
    Eu o vi no ultimo show do Victor e Leo aki em Divinopolis, mas nem acreditei que era ele, pois só o imaginava no Pato Fu…
    Uma grande perda, pois ali viamos um grande porte de homem, mas com uma simpatia maior que ele…

  23. Fernanda, demorei para comentar sua gigante homenagem sem chorar mas é inevitável!!! Perdi simplesmente o meu melhor amigo. Sempre por onde passava deixava sua risada gostosa e sua contagiante alegria!!! A perda de pessoas que amamos é sempre difícil. Sua presença sempre foi grande pois em nossas conversas sempre elogiou seu trabalho e dignidade, como já comentei. Certamente sua presença no dia da despedida foi muito importante!!! É sempre bom saber que ele foi, é e sempre será uma pessoa única e querida !!! Um gde bjo em seu coração!!!

  24. Fernanda se recorda um dia em um shopping eu vi voce, fiquei feliz sorri e voce pensou que eu ia te tietar entao perguntei “Fernandaaaa que bom ver voce e o Joao?voce pensou que eu estava a perguntar pelo Jonh seu marido rsrsrsrsr foi muito engracado quando Bo me contou esse episodio!Saudades de montao daquele garoto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s