Oi Mauricio!

Quando conheci o Mauricio de Sousa pessoalmente em 2004, a primeira coisa que disse a ele foi:

– Parece que estou conhecendo um Beatle!

Na hora fiquei sem saber se ele tinha gostado da comparação, mas para um bocado de gente mundo afora, é grande o valor de um Beatle.

JMFMDesde muito nova, quando morava na Bahia ainda, já tinha meus k7s preferidos. “A Collection Of Beatles Oldies” estava entre eles. Por influência do meu pai e minha mãe, que também gostavam de Nara Leão, Clara Nunes, música sul-africana e temas de cinema, ouvi de tudo um pouco. Mas havia algo ainda mais atraente e mágico naquelas canções dos Beatles. E eu nem entendia direito as palavras. Acho até que compreendi que havia ainda outro idioma além do Português e Inglês por causa da tal “Michelle”.

Esse valor embutido de coisa boa ser igual a um Beatle sempre me acompanhou.

Várias pessoas da minha idade e das novas gerações aprenderam a ler com os gibis do Mauricio e através de suas histórias tomaram contato com a diversidade geográfica e cultural de nosso país, além de receberem boas doses de diversão.

Então ainda novinha eu pensava:

– Esse Mauricio podia ser um Beatle de tão bom que é!

Não me encontrei com Paul, John, George ou Ringo. Mas posso dizer que ele está muito bem nesse papel de Beatle desenhista. Além de vivíssimo, sua produção é cada vez maior e sempre cultivada por uma proximidade espontânea com seu público.

Mauricio viaja o Brasil todo e muitas vezes também visita terras estrangeiras divulgando seus projetos e suas idéias. Passa horas assinando gibis, tirando fotos, desenhando, conversando com todos e sempre com a expressão feliz no rosto.

Voltando ao meu encontro com ele, era para eu lhe apresentar uma canção nova nossa. Uma que falava justamente de um tema que podemos encontrar nas histórias do Chico Bento e paradoxalmente nas do Astronauta. Sei que o homem do espaço é um de seus personagens preferidos e a percepção de seu criador sobre nossa música talvez despertasse aquele tipo de empatia que move alguns dos momentos mais especiais de nossas vidas. A idéia era fazermos um videoclipe em animação dessa música. Vocês devem estar pensando:

– Que ótimo! Deu tudo certo, né?

Deu não. Por incompatibilidade de agendas e outros detalhes, não conseguimos trabalhar juntos. Era pra ser um videoclipe com os desenhos dele, mas hoje temos um clipe lindo pra essa canção, feito por pessoas extremamente talentosas e sensíveis aqui de Belo Horizonte.

Mas sabe? Não muda nada o que penso sobre o Mauricio. Naquela oportunidade vi de pertinho como ele atenciosamente autografa os mais diversos objetos atendendo a pedidos mais do que pessoais como: “Desenha o Cebolinha comendo pipoca pra mim?” ou “Faz a Mônica dizendo que ama o Ricardo?” E ele na maior paciência na mesa do restaurante, desenhando cada um daqueles desejos.

Ainda tenho que contar que conheci a Magali! A filha dele que mora aqui em Belo Horizonte e é mais legal ainda que no desenho. Foi uma noite muito boa que terminou com o Mauricio cantando num cantinho do Cozinha de Minas, pegando carona no grupo que se apresentava ali. Depois o irmão dele me disse por email que achava que ele queria mesmo era ser cantor…

Eu não estava muito errada quando o cumprimentei daquela forma, afinal.

Ainda fiquei com aquela vontade de um dia trabalharmos juntos, claro.

Navegando pelo portal da Turma da Mônica, encontrei uma seção de projetos não-realizados, coisas que ele criou e não saíram do papel. Sabe o que tem lá? Beatles 4Kids, um desenho dos Beatles, para crianças! Um sonho quase alcançado também.

Isso me deu um alento. As quase conquistas também nos movem.

E ninguém consegue tudo ao mesmo tempo mesmo.

Se um dia eu me encontrasse com o Paul ou o Ringo, pediria:

– Libera lá o Beatles 4Kids… Por favor! O Mauricio é quase um de vocês!

Publicado no jornal Estado de Minas em 27 de maio de 2005

cantorFoto: Fernanda Takai

5 comentários em “Oi Mauricio!

  1. Fernanda, para mim, você é mais que um beatle, ainda mais que reune tantas coisas que amo, música, sensibiblidade para a escrita, entre outras coisas. Abraço!

  2. Sendo fã de Maurício (e de Fernanda, claro!) estou encantada com esse encontro narrado aqui de forma tão emocionante. Grata por compartilhar conosco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s