Duas Vezes Rosa

Fotos: Patrícia Tavares e Mariá Portugal

Queria registrar aqui a alegria imensa que foi me encontrar pela primeira vez com a dona de uma das vozes mais lindas da música brasileira: Rosa Passos. Depois de mais de uma década em perseguição a algum de seus shows – sempre que ela cantava onde eu estava, tinha show meu também – consegui vê-la no teatro da FECAP em São Paulo no comecinho de março. Pouquíssimo tempo depois nos encontramos no meu show no Espaço Brasil Telecom em Brasília. Eu tinha escrito um texto que foi publicado no Estado de Minas e no Correio Braziliense que peço licença aos editores para reproduzir aqui pois vem muito ao caso…
Ela me deu a honra de sua presença num dos shows de minha turnê e ainda foi lá me abraçar depois.
Obrigada, Rosa.

Aí vai:

SEGUINDO OS PASSOS DE UMA ROSA

Eu não me lembro exatamente quando foi mas devia ser lá pelo início dos anos 90. Eu estava ouvindo uma rádio que só toca música mais calminha quando uma voz muito aconchegante me fez parar de enxugar os pratos e me sentar à mesa. Ansiosamente esperei mais duas músicas acabarem pra poder saber quem tinha cantado de modo tão delicioso. Fiquei desapontada quando o comercial entrou direto e fiquei sem saber o nome da intérprete. Procurei o número da rádio na lista telefônica mas não consegui obter a informação que queria.

Um tempo se passou e um dia eu estava com minha banda numa visita de divulgação à mesma rádio em que tinha ouvido a voz misteriosa. Aproveitei e perguntei ao programador quem poderia ter sido. “Era uma voz assim, calma, jovem, muito boa de se ouvir. A música não era conhecida…” – tentei explicar ao moço. “Uai, pode ser um tanto de coisa…”. De cara eu disse: “um monte não, porque não se ouve uma voz boa assim a toda hora”. “Sinceramente… não sei”, ele falou me deixando mais uma vez sem pistas.

Naquele tempo não havia ainda internet. Tinha que procurar na unha mesmo. Fui a uma loja de discos que começava a vender exclusivamente CDs, formato revolucionário que hoje vê todo mundo discutindo se ele prefere ser cremado ou enterrado… Fiquei por um bom tempo na seção de cantoras. Até que um vendedor me mostrou os lançamentos de MPB mais bacanas da época e lá estava ela: Rosa Passos. Comprei e adorei! Desde então fiquei sempre atenta à ela. Comprei outros discos, vi Rosa se apresentando no Bem Brasil da TV Cultura e o que mais me dava desespero: sempre que tinha show dela em nosso país (ela tem uma carreira de grande sucesso no exterior), eu mesma tinha algum compromisso profissional.

Depois de mais de uma década sem conseguir vê-la ao vivo, finalmente numa rara noite de folga em São Paulo, depois de gravar um programa de TV, fui correndo para um teatro simpático no bairro da Liberdade e lá estava ela. Rosa fazia uma temporada dedicada à Elis Regina e eu consegui ver uma das últimas apresentações. Como fã que sou, na possibilidade de encontrá-la, levei os encartes de meus discos preferidos pra ela autografar. Sentei-me na platéia num lugar muito bom e já estava feliz em presenciar uma artista tão bela, em plena forma, num show impecável. Rosa muito à vontade no palco, cercada de um time de músicos de primeira.

Eis que de repente ela mencionou o meu nome, soube que eu estava no teatro e me ofereceu uma rosa. Meu coração bateu forte e corri ao cantinho do palco para pegar a rosa mais singela que ganhei nos últimos tempos. Uma grande honra pra mim. Assisti ao final do show segurando aquela flor e totalmente agradecida pela oportunidade do encontro.

Depois, quando Rosa foi atender os fãs, entrei na fila e finalmente dei-lhe um abraço, pedi pra tirar foto, tive meus encartes autografados e tentei lhe falar o quanto eu a achava talentosa e dona de uma voz incrível. A gente sempre se atrapalha frente aos ídolos, claro. Rosa, eu sei conversar melhor do que naquele dia, viu? Que bom que você existe com esse seu cantar afinado e macio!

O mundo precisa de mais flores assim.

21 de março de 2008

36 thoughts on “Duas Vezes Rosa

  1. Fernanda e John, meu coração não se apaixona fácil, mas o último trabalho de vocês me tocou profundamente. Nelson Motta já descreveu muito bem o resultado do CD, contudo, são os nossos sentidos que respondem. “Onde brilhem os olhos seus” tem cheiro, cor, lembrnças… podemos realmente senti-lo. Obrigada…

  2. Você estava 10 no PROGRAMA DO JO!
    além do mais… canta maravilhosamente.
    sou seu fã… sei la… há mto tempo!

    Bjao e sucesso sempre!
    Ah…

    Fiz um projeto par você encaminhei o e-mail para a Patricia da DOBRASIL…

  3. Oi Fernanda, te vi no sábado passado aqui em recife, mais precisamente no abril pro rock. Minha colega te abordou, eu fui em seguida e ficamos fazendo perguntas muito obvias pra você e meio que percebi estar sendo inconveniente, mesmo que você sendo ‘pessoa publica’ já esperassem ser abordada várias vezes ali. O que eu queria mesmo era lhe cumprimentar pelo belo show em recife no carnaval e pedir desculpas pela inconveniência da minha colega e minha também, só estou escrevendo isso aqui, pois não achei nenhum email para entrar em contato direto com você… Eu fiquei chateada e com vergonha de não ter tido um bom contato com você por conta da minha timidez e imensa admiração por você, foi um contato muito infeliz mais imagino que as respostas secas que você deu não foram por maldade, por isso mais uma vez peço desculpas.
    Beijo
    E.

  4. Fernanda!!
    Eu também sei conversar melhor do que sábado passado la no teatro da UFPE aqui em Recife viu?!e mais devagar também…hehehe!
    é que sabe como é fã quando tá cara a cara com o ídolo né?!
    beijos!
    🙂

  5. Oi Fernanda,
    fiquei curioso para saber qual é a música que voce escutou no rádio.
    Apesar de não fazer tanto tempo assim, será que lembra qual era.
    É que fiquei muito curioso.
    Luiz

  6. numa noite das mil e uma noites abrem-se de par em par as secretas portas do céu e mais doce a água nos cântaros.

    achar teu blog me foi um pouco dessa noite.
    pessoas como vc me dão ânimo pra acreditar no mundo.
    bjo

  7. sonhei que você havia me presenteado com uma árvore plantada em um vaso de mais ou menos 30 cm de diametro e com 1,60 de altura com flores lindas pareciam sakuras feitas de seda.
    lilás, com centro laranja e uns rajados brancos… coloquei na porta da casa da minha mãe, pq estava visitando ela, na hora de ir embora, quando olhei pela janela ela estava sem as flores.
    O jardineiro havia podado a árvore toda e restava apenas um botão de flor pra nascer.

    peguei o vaso cuidadosamente, e fui andando com ele pela rua, voltando pra casa.
    acordei.

    grande abraço.

  8. Fernanda!!!
    É, sim… encontrar nossos ídolos é sempre um momento marcante.
    Aproveito para dizer que eu também juro que sei conversar melhor do que hoje na Fnac Campinas! A emoção foi tão boa que nem consegui dizer o que gostaria… admiro muito o seu trabalho, tanto de musicista quanto de escritora. Em especial, o seu trabalho solo que foi o que mais me encantou.
    Sucesso! E volte a Campinas para um show…
    Beijinho,
    Cintia

  9. Olá,sabe estava procurando alguma coisa sua tipo site e tudo mais..
    e acabei entrando aki..
    hehe
    sabe queria saber vc vai participar da virada cultural em sampa..
    eu queria muito saber..
    um bjooo!

  10. Olá Fernanda!
    Sou jornalista e trabalho para um site de entreterimento. Estava dando uma lida sobre seu trabalho e vi que no final do ano passado, você lançou um CD com sucessos da Nara Leão produzido pelo Nelson Mota e achei bem interessante. Será que temos como marcar uma entrevista por telefone, ou e-mail e batermos um papo?
    Meu e-mail é mariana@fattostampa.com.br

    Gostaria muito de falar com você. Aguardo resposta.
    Beijos

  11. Fernanda,
    Pra ser sincero comecei a te escutar faz pouco tempo, vi o Jô te entrevistando e você é muito simpática e de uma calma mineira oriental sem igual(sei que você não é mineira mas tem um lado japonês)….. Li o artigo “Duas vezes Rosa” e bem bacana….. Parabéns pelo trabalho e muito sucesso, ainda espero ir no seu show…
    Um beijo,
    Rodrigo

  12. Cara Fernanda,
    Vc está cada vez melhor…Seu novo trabalho é cativante e doce.Espero que algum dia eu possa vê-la em um show…Quem sabe aqui em minha terrinha…Só pra registrar: Meu primeiro Cd com sua agradável voz foi o “Televisão de cachorro”.Vc lembra do desenho do cãozinho pulando sobre a TV que te enviei na época? Obrigado, pelo postal da banda!Força sempre!
    Cordialmente,
    Angelo.

  13. Fernanda, vi as tuas duas entrevistas (Jô e Sem censura). Fiquei ainda mais encantada com seus trabalhos solos. Meu aniversário vem ai, e com certeza irei pedir algo seu de presente. =D

    Felicidades!!

  14. Fernanda,

    Você veio pra campinas!!!³ Isso é tão legal! Hehehehe… Olha, se puder, dá uma passada no meu blog, acho que você vai lembrar! s2 Não conheço a Rosa, mas praq variar, deve ser uma boa dica! =)

    Um beijão!

  15. oi fernanda parabens pelo trabalho,fiquei muito chateado com aquela descriminacao que vc sofreu,vi vc ao vivo no jo soares,sem auto tune,super afinada e apresentando seu trabalho com muita originalidade e dignidade.parabens pra vc e saudacoes musicais a toda galera do pato.
    Hyldon

    ps desculpe as pontuacoes ,to apanhando no mac

  16. Oi Fernanda!!!

    Amanhã vou te ver lá na Livrarias Curitiba!! Obaaa! Que saudades!!

    Bj!

    Elcio – Curitiba/Pr

  17. Pois é Fernanda, tô lendo seu livro e adorando e me identificando muito com as situações. Temos a mesma idade (quase, sou de janeiro de 71), e quando vc fala da emoção de encontrar uma pessoa que vc admira muito, fico com um nó no estômago 9no bom sentido), pois sei que amanhã eu encontrarei você no shopping Estação, levarei o cd e o livro pra vc autografar, e pode ter certeza que já estou feliz mesmo sem ganhar uma rosa hehehe. Vou levar minha filhinha pois ela também é sua fã.
    um beijinho e até mais.

  18. Oba!Será um prazer enorme participar de um programa na tv junto com a dona dessa voz inconfundível!
    Nos encontramos poucas vezes, mas sou fã do jeito simples e delicado de cantar da Fernanda Takai!
    Boa sorte em sua carreira e sucesso sempre!

    Fabio Elias
    Relespública

  19. Fernanda,

    Fui ver você na Livrarias Curitiba, fã dos textos e agora, do cd com as músicas da Nara. Quis fazer uma pergunta, mas fui ignorada pelo assessor inúmeras vezes. hehehe
    Minha questão é a seguinte: você lê blogs de mulherzinha na internet? (já que tem vários) Quem você lê?

    Publiquei umas fotos que tirei ontem, no meu flickr.
    http://www.flickr.com/denisesomera
    Espero que goste.
    Abraço e muito sucesso,
    Denise

  20. Oi, ainda não ouvi o disco novo. Tenhoem umacoletâne,o que me impressionuo foi o fatode cantres músicas de estilos tão diferentesde maneira tão interessante.
    Estou um pouco ansioso para ouvi o novo trabalho de vocês. Ah, o lance da Bossa ficou bonzinho.

  21. Olá Fernanda.

    A gente cresceu tão longe, em culturas relativamente diferentes, e o nosso gosto musical parece tão igual. Incluo nesse “nosso”, nós claro o Ulhoa, meus amigos de Banda, adolescência e os músicos que te acompanham no Pato Fu.
    Para mim, na atualidade existem duas vozes meigas e fortes, que me atraem: a tua e a da vocalista do ludov Vanessa Krongold.
    Tenho uma banda com o nome de The Lefts, onde eu descarrego todas as minhas composições. Dentro do que eu faço sempre me vem uma voz na cabeça a cantar o que componho, e sempre é uma voz feminina; a tua.
    E é com base nessa minha, sei lá, “visão musical” é que escrevo esse depoimento, na esperança de que leia.
    O que mais quero é que o cenário de Alagoas, tanto do alternativo quanto da “música-raiz” apareçam mais para o Brasil.
    Eu queria que você fizesse um teste consigo mesma, assim: Sem pesquisar nem nada… Na lata mesmo, tenta lembrar que musicos alagoanos você conhece, e me responde.
    Acho que aqui a gente tem muita qualidade, só nos falta alguém que “olhe por nós”.

    Obrigado pela paciência. Escuta nosso CD demo, se tiver algum problema ao baixar tenho meu email, e gostaria muito de ver uma resposta tua.
    j.max.ferreira@hotmail.com

    pra ficar mais claro meu gosto musical de baseia em Beatles, Os Mutantes, Secos e Molhados, Elis, Nara Leão,Chico Buarque, Raul Seixas, Luiz Gonzaga dentre outros.

    Um abraço de quem te admira.

  22. Olá Takai!
    admiraaada com mais esse trabalho seu. uma beleza incrível.
    tenho algumas composições, pianos e coisas q saio fazendo e certamente vou estar lá na Modern sound, na terça.
    trabalho fazendo mil coisas, entre elas, Roadie e trilha sonora ( ainda caseiro, mas vamo chegar lá!)
    Parabéns pela competência, e por usar esse Dom que Deus deu e q vc executa tão bem.

    Abraços!

  23. Trabalho com musica e sou um amante de MPB. Ha tempos não via trabalho com tanta vida. Um cd que te chapa do começo ao fim.

    Parabens Fernanda.

    P.S.: Sua voz é tão singular… queria ver em você um futuro ainda mais promissor, tu és uma das cantoras nacionais que se encaixaria no cenário mundial que representaria o Brasil muito bem. (Sonhar não faz mal a ninguém – rsrsrsrsrs).

  24. Mais um lindo texto, Fernanda!
    Além de admirá-la por seu talento artístico, admiro também a sua sensibilidade de enxergar a beleza das coisas e atos mais simples.
    Um beijo,
    Erica

  25. Sou novato por estas bandas, mas gostaria de registrar que a sensibilidade que toca almas já tão sensíveis, só pode merecer a minha admiração!

    Parabéns,
    Crau

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s